Nancy Pelosi, a primeira presidente do congresso americano: Nem vidro, nem mármore!

Janeiro 4, 2007

Go, Nancy, go!

Nancy Pelosi , 66, acaba de tomar posse como a primeira mulher a ser presidente do congresso nos E.U.A. Uma vitória imensa para as mulheres, fato que ela fez questão de frisar não somente em seu discurso, mas também por intermédio da sua imagem.

A metáfora: “For our daughters and grandaughters, today we have broken the marble ceiling” [Pelas nossas filhas e netas, hoje quebramos o teto de mármore], Nancy, triunfante, proclamou.  A expressão que ela usou, “break the marble ceiling” é uma variação de “break a glass ceiling”, que, em seu discurso, significa superar o preconceito contra as mulheres na política (e, por extensão, na sociedade). O preconceito contra as mulheres, para Pelosi, não pode ser expresso por “vidro”, e sim por “mármore”, um material bem mais espesso, de formação rochosa. Amei a metáfora! O preconceito é mesmo uma rocha, vai se sedimentando ao longo dos anos e se torna algo quase que inpenetrável ou indestrutível.

A imagem: Nancy Pelosi, sabiamente, fez uso de uma das imagens femininas mais poderosas que temos no acervo das artes visuais: a da Virgem. Ao segurar o seu netinho de dois mêses de idade que, placidamente dormia em seus braços, Pelosi, indiretamente, se remete à imagem sagrada da mãe.

Esperta a mulher. Ao longo da história, várias personagens importantes fizeram uso da figura da Virgem Maria para se sobressair. A Rainha Elisabete I foi uma delas.

Muitos de vocês podem estar questionando se essa estratégia não funcionaria como uma “contra” estratégia. Ao meu ver, não. A referência à figura da Virgem, idolatrada há séculos por mulheres e por homens, confere uma aura pura e sagrada à Pelosi. Tudo o que ela precisa no momento para angariar simpatisantes e seguidores.

  

13 Respostas to “Nancy Pelosi, a primeira presidente do congresso americano: Nem vidro, nem mármore!”

  1. Rosa Says:

    muito bom, menina, que danada, você.
    só faltou a foto, né?
    adprei. Um beijo

  2. cris s Says:

    Rosa,
    Tô aqui rindo do “danada”. Thanks!!
    Pois é, a Denise vai me ajudar a postar imagens. Sinto a maior falta. Imagens são TUDO.
    Aparece sempre!!
    bjs,
    Cris S.

  3. Leila Says:

    É um momento que todas devemos comemorar, sim.

  4. elisa Says:

    Antes de mais nada, parabéns pelo seu blog!!Espero poder vir a ser “frequentadora” assídua!
    Quanto a este post, muito me agrada sentir esta feminização da política. Tenho muita esperança que as mulheres façam de facto a diferença!

  5. cris s Says:

    Leila,
    É uma conquista extremamente importante! Obrigada pela visita!
    Bjs,
    Cris

  6. cris s Says:

    Elisa,
    Obrigada pelas palavras de incentivo! E seja sempre bemvinda.
    As mulheres vão fazer muita diferença, tenho certeza.
    Você é portuguesa?? De onde? Vou visitar o teu blog. Tudo de bom para você.
    Cris


  7. Cris, simplesmente arrasou! E cada texto bom de ler. Parabéns!

    Claro que lembro de você, depois de uma sugestão tão cheirosa quanto o Pure White Linen.

    Esta estratégia da imagem da virgem parece estar se tornando popular no meio político. Há alguns meses, uma parlamentar aqui da Austrália, trouxe o seu filho para as sessões do parlamento, o que foi tolerado e até admirado por alguns, porém quando ela resolveu amamentar o filhote, o moralismo tomou conta. As críticas que ela recebeu foram muito feias, e só serviu para expôr o preconceito de um nação. Muito triste…

    Ah, adorei o post sobre as 10 razões para nunca escrever uma tese de doutorado, embora não tenha feito um doutorado, identifiquei-me em tudo, e olha que só fiz uma tese de graduação.

    Go, Chris S., Go!

    Beijocas.

  8. cris s Says:

    Edelize,

    Que surpresa boa a tua visita! Obrigada pela motivação.

    Nossa, a parlamentar até amamentou o filho na frente daquela homarada?? Que horror! Tô brincando, óbvio. Mas fico imaginando o fusuê que o “ato indecente” não causou na cabeça puritana das pessoas. Aposto que ela foi criticada por mulheres também.
    A Palosi foi mais esperta. A imagem da Virgem Maria é “imaculada”, ninguém critica (e poucos questionam).

    Apareça sempre!
    Bjs,
    Cris S.

  9. Laura Says:

    Cris, li seus posts quase todos e está excelente seu blog. Gostoso de se ler e inteligente.
    Concordo com vc qto à estetica imposta- é difícil fugir do massacre. E a Susana… dá pena. Caiu
    nos encantos de um canalha.
    Boa sorte no mundo virtual.
    Terá surpresas agradáveis e outras nem tanto, mas as boas superam as ruins. Pode crer.
    Um bj ,
    Laura

  10. cris s Says:

    Oi Laura,
    Que bom que você passou aqui! Vez ou outra passo lá no Caminhar e dou umas espiadas nos teus posts. Adoro os teus mini-contos e a tua narrativa é fluída e gostosa, cheia de informações interessantíssimas.

    Sabe que eu ponderei muito mesmo a questão de criar o público&privado. Há sempre o risco de se expor e sei que somente os insensíveis ficam imunes. Por outro lado, observei que quase todas as blogueiras que eu visitava tinham uma visão positiva sobre o blog. Então, como tudo na vida, vou pagar p/ ver. Mas por enquanto só estou pensando nas boas surpresas.
    Sei lá, quis começar 2007 reconectando. A idéia do blog é essa. Acho super positivo para mim.

    Espero que vc volte muitas vezes.

    Bjs,
    Cris

    P.S. Estou até c/ pena da Susana Vieira. Mas não estava na cara?

  11. Regina Says:

    Cris,

    Eu tb adorei a metafora do marmore.

    Que pena que eu nao vi essa foto da Nancy com o netinho.

    Voce nao acha que esse lance da aura da Virgem funciona especialmente bem com os republicanos e cristaos? Eu acho que quase como um ato reconciliatorio e que tambem mostra que apesar de ser uma mulher poderosa ela ainda e’ “feminina”.

    Bjs.

    Regina

  12. cris s Says:

    Regina,
    A imagem da virgem é uma imagem muito sólida no imaginário popular. Acho que funciona bem para ambos republicanos e democratas. Mesmo p/ aqueles q não são religiosos. E funciona bem p/ homens e mulheres. Há um sagrado mágico na figura da Madona c/ o menino Jesus.

    Será que existe um sagrado que não seja “mágico”?Que não seja, ao mesmo tempo, “sacrificial”?

    Re, você já leu “O feminino e o sagrado”? ( Julia Kristeva e Catherine Clément) Em inglês é “The Feminine and the Sacred”.
    bjkas e bom fim de semana,
    Cris


  13. […] Fig. 3 – Rest on the Flight into Egypt, (Anônimo, 1510) pintor anônimo. Este recorrente motivo pictórico conhecido como ”Maria Lactans”, caiu em desuso após o século XVI e, hoje em dia, muitos religiosos consideram de “mau gosto”. “Maria Lactans” foi assunto deste post. Também tratei do poder da imagem da Virgem Maria aqui. […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: