Maria Lactans

Janeiro 5, 2007

maria-lactans_durer3-1512.pngO O motivo pictórico denominado Maria Lactans é muito antigo, mas floreceu na Idade Média tardia. As imagens da Maria nutridora têm variações interessantíssimas. Geralmente,  Maria aparece com um dos seios desnudo nutrindo ou prestes a nutrir o menino Jesus. Em algumas pinturas, o leite jorra de seu seio em abundância. Em outras, Maria nutre um (ou mais) adulto pecador. 

São imagens sacras, típicas da época. Mas nunca as imagens são meras “decorações”. Maria, aquela que dá luz mantendo-se virgem, e que, justamente por seu corpo ser “puro”, é exaltada na exuberância de sua maternidade. Constitui , então, o modelo que cada mulher deve procurar imitar, segundo uma proposta que nega a sexualidade do corpo feminino mas, ao mesmo tempo, estabelece conceitos como a maternidade, a amamentação e a servitude da mulher. Enfim, dá o que falar.

Hoje em dia, no entanto, as “Marias Lactans” são consideradas imagens de “mau gosto”, principalmente nos Estados Unidos, país onde a amamentação em público é um assunto super polêmico.  Mas negar uma das funções mais belas e nobres da maternidade não é apenas “prerrogativa” dos EUA. A Edelize (sorry, ainda não sei linkar!), comentando o post sobre a Nancy Palosi, contou que uma parlamentar foi severamente criticada por amamentar seu bebê no parlamento australiano. 

Update: Essa Maria Lactans acima é de Durer, de 1512.   Lindíssima. Um breve search no google, você encontra várias outras.

Sobre a amamentação, leia o síndromedeestocolmo, da Denise.

Chove chuva, chove sem parar.     

Anúncios

5 Respostas to “Maria Lactans”


  1. E seria o Conselho de Trento o percursor deste falso moralismo embutido na mente de tantas pessoas hoje em dia? E você acertou em cheio, teve muitas mulheres que ficaram horrorizadas com o fato, se manifestaram em jornais e rádios contra a amamentação em público. Fico intrigada em saber o que desencadeia tais emoções a ponto de se tornar tópico de discussão nacional, para um ato, que ao meu ver é igualado ao ato de respirar. Nestas horas, agradeço ter nascido no Brasil e recebido a educação que recebi…

    E então somos conterrâneas!!! Saudades do cheirinho da cidade molhada.

    Ah, será uma honra ter o meu link aqui no seu blog.

    Beijocas e bom final de semana.

  2. Regina Says:

    Oi Cris,

    Excelente esse post. Eu nao sei como e’ na Australia, mas nos Estados Unidos eu acho que tem tudo a ver com o puritanismo cristao que por ser tao reprimido acaba por sexualizar tudo, incluindo a amamentacao.

    Eu fico impressionada como tantas pessoas aqui sao tao pudicas. Por exemplo, uma vez eu estava no vestiario das mulheres na YMCA e tinha uma moca se contorcendo toda tentando segurar a toalha e se vestindo ao mesmo tempo para que ninguem a visse nua. Pode? Uma vez tambem, num vestiario a beira de um lago eu senti uns olhares enviezados para o meu lado porque eu estava me trocando sem tentar me esconder toda.

    Beijos,

    Regina

  3. cris s Says:

    Fátima,
    Não sou especialista, mas sei que o Concílio de Trento teve um grande papel, sim. Primeiro ele estabeleceu a “santidade” do matrimônio (a “santidade” vinha da mulher, é claro). Outra coisa importante é que ele vetou o uso de imagens sacras que mostrassem o “nú”. A “Maria Lactans”, também conhecida como Madonna del Latte foi altamente condenada. As consequências ficam óbvias.
    Aliás, hoje vem um amigo historiador jantar aqui em casa e eu vou fazer um monte de perguntas!! hehe.

    Pois é!! E a cidade, por conta da chuva, tá mais verde do que nunca, menina!!

    Vou te linkar!!
    bjs e bom domingo p/ vcs!
    Cris

  4. cris s Says:

    Regina,
    Você tem razão. É um fenômeno histórico estabelecido desde o início da colonização. Lembre das roupas austeras dos puritanos, aqueles vestidos cinzas e fechados das mulheres, a touquinha p/ esconder o brilho dos cabelos. Tmbém de suas atitudes e comportamentos rígidos. De coisas inacreditáveis como o episódio das bruxas de Salem, na Nova Inglaterra. Sabe que dá p/ a gente acessar os depoimentos delas online?

    Enfim, imagino a chatice sem tamanho desses episódios que vc contou. Eu não sei o que faria se alguém pedisse p/ eu não amamentar meu bebê em público. Ia mandar p/ aquele lugar e provavelmente seria presa. Pura verdade. Que coisa, né?

    Eu não tenho a mínima vergonha, mas também entendo que essas coisas são culturais. É como a Edelize falou, os brasileiros são mais liberais (no bom sentido) com o próprio corpo. Mas também acho que não devemos “engolir” esse hábito hediondo de não permitir que as mulheres amamentem em público. Acredito que essa barbaridade mude, aos poucos.
    Bjkas e bom fim de semana,
    Cris


  5. […] religiosos consideram de “mau gosto”. “Maria Lactans” foi assunto deste post. Também tratei do poder da imagem da Virgem Maria […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: