Mãe: a grande vilã?

Janeiro 23, 2007

Li ontem no site da CNN.

A top model Gisele Bündchen resolveu dar a sua opinião sobre os casos de anorexia no Brasil: segundo ela, o mundo da moda (leia-se agências, revistas, marcas, propagandas, etc.) não é responsável pela patologia. Para ela, a família é a grande culpada. Gisele elogiou o papel da  família Bündchen,  dizendo que eles sempre foram sólidos e a apoiaram em tudo.

Tenho lido comentários semelhantes em alguns depoimentos. De fato, sabemos que a família influencia muito a vida dos filhos. Mas até que ponto podemos culpá-la? No caso da aparência física, em específico, geralmente a filha culpa a mãe. Aliás, a mãe está sempre no centro desse tipo de discurso. E sei, também, que Freud explica (pelo menos tentou…). Será que a mãe não ajuda a fomentar este tipo de pensamento quando ela própria se sente a principal mantenedora do bem estar da família? E, também, culpada por tudo? 

Há vários filmes que tratam das frágeis e fascinantes relações de mães e filhas. Tudo sobre mi madre e Volver, ambos do Almadovar, são os primeiros que vêm a cabeça.

“A maternidade é coisa estranha, podemos ser o próprio cavalo de Tróia”. (Rebecca West)  

A Freudian slip is when you say one thing but mean your mother. [Um lapso freudiano é quando você diz uma coisa quando quer dizer a sua mãe]

 Deus não podia estar em todo lugar, então ele criou as mães. (provérbio judeu)

Ser mãe é padecer no paraíso.  (desde criança odeio este provérbio!)  

Advertisements

8 Respostas to “Mãe: a grande vilã?”

  1. JN Says:

    Não…a mãe aqui não é culpada, será também «vítima» da situação; penso que sim…
    A imagem que hoje a publicidade passa do conceito de beleza leva a situações deste tipo e é sem dúvida a maior culpada. Qualquer «Top Model», ou lá como se chamam, é quase irreal…«ninguém» é assim, mas muitas quererão o ser. É essa a imagem que é «vendida», é essa que se deve ter…
    Não faço a mínima ideia quem é Gisele Bündchen, mas ela que me mostre que tipo de jovens essas tais revistas e agências procuram…ora poupem-me!
    É sempre muito fácil culpar a família de tudo…

  2. cris s Says:

    JN,
    Mas a fronteira que divide o culpado da vítima, não é também mto tênue? E sim, é super fácil culpar a família de tudo.
    Concordo plenamente que a imagem vendida pelas “top models” é totalmente irreal.
    A Gisele Bündchen é uma top model brasileira, a mais bem paga do mundo e modelo p/ um monte de meninas afora.

  3. Leila Says:

    Digamos que tem mães que não ajudam muito… Mas não podemos culpá-las pela anorexia, porque é um distúrbio psiquiátrico, da química cerebral, e muitas mães tentam desesperadamente alimentar as filhas e não conseguem. O que acontece é que nem todas as mães conhecem o fenômeno e sabem como intervir da melhor forma.

  4. cris s Says:

    Leila,
    Há mães que têm até vergonha da aparência das filhas, deve ser horrível, imagine.
    Há uma polêmica muito grande no meio médico quanto a questão da anorexia ser um distúrbio químico. Acho que as meninas que desenvolvem essa doença devem ter uma predisposição para isso. Mas, ao meu ver, não há dúvidas que a representação da mulher na indústria da moda tem um papel muito significativo.
    bjs

  5. Gi Says:

    Oi,

    O fato de minha mãe ter morrido quando eu tinha 8 anos de idade me prejudicou inconscientemente pois a dor fica lá e aparece em “atos futuros”, mas me ajudou em muitas coisas. Sou muito diferente de todas as minhas amigas e da maioria das mulheres. As encanações que elas têm com homens, os moralismos, a ânsia por casamento, associação, as dissimulações, os complexos de beleza nunca fizeram parte da minha “cartilha”.

    Acho que a Gisele Bündchen falou mais sobre ela, a relação dela com a família e além do mais, ninguém vai criticar a “indústria que lhe paga o pão de cada dia”. É o caso; ela fez seu “lobby”. E não é porque é milionária que vai mudar de opinião. Imagine se ela começa a falar contra a moda toda hora? É capaz de perder contratos, mesmo sendo quem ela é.

    Na minha opinião, isentar a mídia (nisso está a Moda) de culpa é não enxergar a realidade, claro, mas a família se influencia demais e segue padrões constantes, de geração em geração e isso vai atingindo sempre o adolescente. A mãe tem um papel forte porque é mulher e ao menos na minha experiência, digo às minhas amigas pra darem valor às suas mães, mas só vejo mãe complicada, invejosa, com diversos complexos.

    Bjs

  6. Gi Says:

    Cris, naquele outro post, o que eu tinha falado da androginia é o seguinte; vou tentar resumir: este “fenômeno” aliado à explicação sobre o “sacrifício” pode nos fazer entender a anorexia, mas não necessariamente a androginia “anda junto” com a questão “sacrificial”. Foi isso que quis dizer, mas prefiro não discorrer sobre a questão “andrógina” aqui, pois é muita coisa a dizer; até já o fiz uma vez no blog da Denise.

    Bjs

  7. cris s Says:

    Gi,
    Imagino mesmo que muitas das encucações que a gente tem, foram alimentada por nossas mães. Com a melhor das intenções. A palavra da mãe nunca passa despercebida, não adianta. E vc tem razão: tem mta mãe BEM complicada, com inveja, traumas, etc. Todo mundo deveria pensar muito antes de ter filhos.

    A Giselle B. estava mesmo defendo o seu ganha-pão. No entanto, vc não acha que ela deveria ser um pouco mais cuidadosa c/ o que fala? Afinal, ela é modelo p/ milhões de meninas aqui no Brasil.

    bjkas,
    Cris

  8. cris s Says:

    Gi,
    Menina, a questão do sacrifício é uma coisa bem complexa mesmo. A palavra “sacrifício” no sentido usado no dia-a-dia é empregada de uma forma diferente da que eu usei no meu post. Vc percebeu isso. Mas eu ainda não entendo (é que eu sou meio devagar, hehe) ainda a relação c/ androginia. Sorry dear.
    bjs


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: