Sonnet CXXX

Janeiro 30, 2007

My mistress’ eyes are nothing like the sun;
Coral is far more red, than her lips red:
If snow be white, why then her breasts are dun;
If hairs be wires, black wires grow on her head.
I have seen roses damasked, red and white,
But no such roses see I in her cheeks;
And in some perfumes is there more delight
Than in the breath that from my mistress reeks.
I love to hear her speak, yet well I know
That music hath a far more pleasing sound:
I grant I never saw a goddess go,
My mistress, when she walks, treads on the ground:
And yet by heaven, I think my love as rare,
As any she belied with false compare.

–William Shakespeare–

shakespeares-signatures1.png

Acima, uma das seis assinaturas de Shakespeare.

Anúncios

2 Respostas to “Sonnet CXXX”

  1. Leila Says:

    Lindo o poema. E que assinatura esquisita! Começa normal e depois fica toda tremelicada.

  2. cris s Says:

    Leila,
    É verdade, o final da assinatura fica bem estremecido. Acho que ele estava hesitando na escolha da grafia: Shagspear, Shakspear, Shakespear, Shakspeare, Shakspere, Shackespeare, Shackespere, Shaxspere, Shexpere, etc. 🙂

    É que nem a grafia, nem o nome era, na época, algo “fixo”. Mas a preferida tanto de Shakespeare, quanto de seus amigos, foi “Shakespeare”.

    bjs


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: