Sobre cultivar.

Maio 31, 2007

Sobre cultivar.

Estão vendo o mini amor-perfeito do canto da foto? Ele apareceu inesperadamente, do nada. Quer dizer, na realidade, não foi ‘do nada’, pois nada vem do nada, como já dizia o Bardo. Ele ficou quase um ano dormente, sobreviveu faceiro o inverno do ano passado, passou incólume a primavera, mas, sobretudo, enfrentou as temperaturas inclementes de um verão atipicamente quente e seco. Não bastasse isso, suportou o manuseio de uma tal metida a ‘jardineira’, que mexe e remexe em seus canteiros. E vocês acham que isso é pouco para um singelo amor-perfeito? Nada disso, vitorioso ele!

amor-perfeito.png

Os amores-perfeitos (pansies em inglês, que vêem do francês pensés, que significa pensamentos) gostam do inverno e florescem abundantemente no sul do Brasil em texturas aveludadas e cores absurdamente intensas: o roxo é roxo, o amarelo é amarelo. Eles não economizam nas cores. Há duas variedades: os amores-perfeitos de tamanho normal e os mini amores-perfeitos, que são um mimo. Eles são muito mais resistentes que as violetas, que são florzinhas ‘de lua’, isto é, são inconstantes, de modo que você não deve confiar muito na sua beleza efêmera. 

Hoje removi os cravos que não suportam o frio e já deram o que tinham que dar; fico a eles muito agradecida. Por duas vezes travei guerra contra as formigas carregadeiras, que, em questão de dias, dão cabo de um canteiro grande. As formigas adoram as pétalas de perfume adocicado dos cravos. De qualquer maneira, a maioria das flores já havia secado e o aspecto do canteiro estava um tanto quanto negligenciado. Então, mãos à obra: foram-se os cravos e ficam, como sempre, as lindas lavandas, as confiáveis allisons (flores de mel) e alguns alecrins, que garantem o perfume. As lavandas, não canso de repetir, são a alegria do jardim (que as outras flores não me escutem, porque planta ciumenta é fogo!), suportam o calor, a seca, o frio e até o mau-jeito de jardineiras metidas. Só sinto muito falta das minhas rosas. Mas não é nada que não possa ser remediado logo. 

flowerbedmay.png

O meu canteiro há três semanas, quando o clima estava ameno. Hoje ele está sem os cravos, aguardando novas mudas.

O legal do jardim é isso: é a lida com a terra. É, antes de se encantar com a beleza das flores, entender como elas funcionam e se elas servem para o seu jardim e para você. É planejar o canteiro e tentar visualizar e harmonizar as cores, tamanhos e plantas. É preparar a terra, plantar com o espaçamento adequado, regar as pequenas mudinhas nas doses certas, extirpar as ervas daninhas que comprometem o crescimento das plantas. É um cultivar gostoso e constante: não dá para esquecer o canteiro de todo, pois, lembrem que nem todas as plantas possuem a invejável independência da lavanda. Depois, é ter prazer de vê-las crescendo, até que as pequenas ou grandes flores dêem o ar de suas graças. E graciosas elas se revelam em cores, formatos, tamanhos e fragâncias tão diversos quanto fascinantes. É uma descoberta constante.

Esse é um dos meus hobbies favoritos e é uma das minhas principais justificativas para morar numa casa (o meu marido tem outra que é imbativel!). Alguns diriam que é um cuidado a mais, que é besteira, que pode-se admirar as flores nos parques, em jardins botânicos e nos jardins de outras pessoas – na região onde eu moro, felizmente, não faltam flores. É verdade. Outras pessoas podem pensar que é falta do que fazer. Hehe: não têm idéia do que seja a minha vida… É que eu amo o meu jardim.  E amo cultivar o meu jardim.

There is rosemary, that’s for remembrance:
and there is pansies, that’s for thoughts.

(Ofélia na cena de distribuição de flores em Hamlet)

Advertisements

24 Respostas to “Sobre cultivar.”

  1. Gi Says:

    Mais uma coisa de virginiana. 😉 Cris, eu gosto de flores, mas acho que como a flor, eu que preciso ser regada, eu que preciso de amor.. hehe

    Enfim, admiro muito quem se interessa por jadinagem. Acho que se meu pai tivesse uma casa de campo, ele seria um baita de um jardineiro. Em Paris eu conheci uma escritora quando eu procurava um trabalho qualquer; não deu certo pois eu precisaria morar com ela e a ajudante e meu francês era pénible na época. Mesmo assim, fui a casa dela algumas vezes. Tirando a depressão, a indecisão e a chatice, a mulher era legal. E por que estou falando dela? Cheguei a bater um texto no computador; essa passagem fazia parte do livro sobre jardinamgem que ela estava escrevendo. Qualquer dia desses falarei no blog e vou dizer o nome.

    Adoro flores em campos, castelos, jardins. Não gosto de receber flores em buquês. Aliás, eu queria muuuito saber o nome de uma flor que tem por aqui no bairro onde moro. Ela é vermelha, comprida e eu e minhas amigas costumávamos brincar com ela. sim, nós tirávamos as coitadas do habital delas…
    ;-00 mas era por uma causa nobre. Ela era a “rainha que ia ao banheiro”, a gente ia tirando as pétalas. A gente fazia mal às flores. Hoje em dia eu não seria capaz. ;-))

    Eu preciso sempre desse banho de terra na minha vida. Aliás, francês adora flor, canteiro; gosta tanto que até tira todo santo dia, esconde e torna a colocar na frente de estabelecimentos. Alguns são vicieux e têm medo que algué roube. Enfim…

  2. cris s Says:

    Gi,
    Acho que é coisa de virginiana sim. E é uma terapia para mim, ajuda.

    Que interessante essa experiência que você teve em Paris na casa da tal escritora. Na Europa o pessoal adora cultivar os seus cantinhos, acho muito legal.

    Eu gosto de receber bouquês, mas prefiro as minhas flores. Tenho várias orquídeas que florescem em agosto, no mês do meu aniversário e eu gosto de pensar que elas fazem de propósito p/ me presentear. hehe. 🙂

    Sabe que eu já fui várias vezes ao Rio e nunca visitei o Jardim Botânico? Na próxima vez eu vou, juro.

    bjs

  3. Gi Says:

    Nossa, Cris, o JB é lindo demais. Se um dia você vier ao Rio, gostaria de participar desse passeio. 😉

  4. Raquel Says:

    Cris,

    que lindo esse amor-perfeito! Aqui no Rio eles não dão de jeito algum, só lá para os lados de Friburgo, Petrópolis.

    O Jardim Botânico é muito lindo, interessante mesmo. Rio, cascata, ávores g-i-g-a-n-t-e-c-a-s, pássaros, uma coisa.

    O sítio do Roberto Burle Marx, que fica em Barra de Guaratiba (dependendo do trânsito, uma hora e meia distante do aeroporto) é espetacular, também, mas tem que agendar visita.

    Eu gosto muito de flores. Não tenho mão para elas não, mas… 🙂

    Engraçado que aqui está cada vez mais difícil ver cravos em jardins, etc. Ganhou uma pecha de flor de velho e você encontra apenas nas freiras livres, em 99% dos casos, vermelhos. Por volta do dia de São Jorge, eles abundam em tudo que é lugar.

    BJs bjs

    Bjs bjs

  5. cris s Says:

    Gi e Raquel,
    Adoraria ir ao Jardim Botânico. Já ouvi falar maravilhas.

    Raquel,
    Amores-perfeitos se dão muito bem por aqui por conta da altitude e do clima. Eles não gostam de calor.

    Eu, como já te disse num outro post, tenho pelo menos um pouco de verde no meu dedo, para a felicidade das minhas plantinhas (e minha, claro!)

    bjs


  6. Oi Cris! Sairei em defesa das “plantas daninhas”! hehehehe. Elas são lindinhas também. Algumas florescem de um tanto, ficam tão exuberantes. Além disso, elas protegem. Elas possibilitam a chegada de outros insetos na área, que poderiam controlar as formigas.
    Outro dia, fiquei uma meia hora, olhando uma vespa comendo uma lagarta. Essas lagartas detonam a erva cidreira. Igual ao que vc disse, elas não são nem um pouco comedidas. Mas olha o que aconteceu. Eu deixei um “mamão macho” crescer e florescer loucamente no meu quintal (ele não dá frutos, só flores). As vespas vieram e agora controlam as lagartas da minha erva-cidreira. Têm uns “matinhos” que dificultam as instalações dos formigueiros, por causa de suas raízes. Então, olhe com mais carinho para as “pestinhas” e vai com a mão leve, tá! ; )
    Beijos e esse post sobre o jardim, o meme, depois da defesa , estão ótimos. Tipo assim: UFA, amenidades!
    Curta.
    Beijos de novo.

  7. Regina Says:

    Cris,

    Que post mais delicado. Adorei!

    Bom fim de semana.

    Beijocas,

    Regina

  8. Lili Says:

    Você é talentosa. A minha mãe tem um jardim lindo que ela cuida muito bem, com orquídeas, rosas e todo tipo de flor. Mas eu ainda não dominei essa arte. Por enquanto, acho lindo que a minha violeta, que estava sem nada está com treze florzinhas. bjs

  9. Elaine Says:

    Olá Cris! 😉
    olha eu invadindo o seu espaço, para dar um pitaco e dizer que também amo flores, plantas e tudo que for relacionado a esta área (só não curto muito encontrar minhocas aiiii…rs), sempre achei que as plantas dão vida a nossa vida, ficar admirando um novo brotinho como se fosse seu filho crescendo é simplesmente espetacular, bom espero poder voltar aqui sempre, um beijo cheio de flores e ótima semana para ti. 🙂

  10. Leila Says:

    Menina, o que me dá preguiça é cavar… Eu tô pra plantar umas mudas novas há um tempão, e acabo deixando-as no vaso indefinidamente… O seu jardim tá lindo.

    bjs

  11. cris s Says:

    Lili,
    Fui adquirindo o gosto por jardinagem na medida que as flores/hervas foram gostando de mim. Acho que levo jeito para a coisa. 🙂

    Fiquei pensando e tenho que confessar que fui muito injusta em chamar as violetas de ‘flores de lua’. É verdade que elas são frágeis, mas as minhas (que moram na janela da cozinha) estão muito bem e tem florescido com constância.

    Beijão!

    P.S. Encontrei uma amiga muito querida de Florianópolis no Congresso que fui em B.H. Ela é profa. da UFSC. Lembrei de você.

  12. cris s Says:

    Elaine,
    Seja bem-vinda!
    Eu também curto ver o crescimento e desenvolvimento das plantas. Também não gosto da lida com as minhocas, mas, de vez em quando, me deparo com um aqui, outra ali. Fazer o quê, né? Aliás, é sinal que a terra está bem nutrida (como se isso resolvesse a questão, hehe!). Você cultiva o teu jardim, também?

    Volte sempre, será sempre bem-vinda. (vou dar um pulinho no teu blogue agora)

    Boas jardinagens e lindas flores para você!

  13. cris s Says:

    Leila,
    Se você tem todas as ferramentas, é jogo rápido.
    E p/ vcs aí na CA agora, é melhor regar bem a terra no dia anterior ou horas antes, daí fica mais fácil. Sabe os vasos pendentes com composições de flores diferentes que você vê por todo o canto por aí? São lindos e não dão muito trabalho. As trepadeiras também são ótima opção. Acho lindas as glicínias (wisteria). E claro, as lavandas. Sempre.
    bjs

  14. JOSÉ JÁERCIO DANTS Says:

    DESEJO INFORMAÇÕES SOBRE COMO PLANTAR E CUIDAR DA PLANTA AMOR-PERFEITO. E SE POSSÍVEL DICAS. GRATO

    • Vera Says:

      Cultivo: O Amor-perfeito é normalmente cultivado em maciços densos em canteiros. Ele cresce melhor quando plantado à meia-sombra, protegido do sol forte, em terra fértil, rica em húmus.

      Faça regas regulares, mantendo o solo sempre úmido, mas não encharcado.

      Se desenvolve melhor em regiões mais frias, como as do sul do Brasil. Mas podem ser plantadas em locais com temperaturas intermediárias também.

      Apesar de ser de ciclo perene, é cultivada como planta anual, devido à perda de sua beleza característica das plantas novas.

      Propagação: É normalmente reproduzido por sementes, que devem ser semeadas no outono.

  15. Andiara Says:

    Tbm desejo informações de como cultivar a planta amor-perfeito, fui a um casamento e ganhei sementes, mas não sei como devo plantar!
    Obrigada

    • Vera Says:

      Cultivo: O Amor-perfeito é normalmente cultivado em maciços densos em canteiros. Ele cresce melhor quando plantado à meia-sombra, protegido do sol forte, em terra fértil, rica em húmus.

      Faça regas regulares, mantendo o solo sempre úmido, mas não encharcado.

      Se desenvolve melhor em regiões mais frias, como as do sul do Brasil. Mas podem ser plantadas em locais com temperaturas intermediárias também.

      Apesar de ser de ciclo perene, é cultivada como planta anual, devido à perda de sua beleza característica das plantas novas.

      Propagação: É normalmente reproduzido por sementes, que devem ser semeadas no outono.

      Tenha uma boa semana

  16. cris s Says:

    José e Andiara,

    Geralmente compro as mudinhas. Se tivesse ganho sementes, procederia da seguinte forma: plantaria em pequenos vasinhos e esperaria que crescessem para depois transplantá-las para o canteiro definitivo. São flores que gostam de frio e terra boa.

    Boa sorte

  17. CIDA Says:

    oI, PARA TODOS QUE CURTEM FLORES, PENSO QUE SOU MAIS FELIZ DEPOIS Q. CONSEGUI CULTIVAR ALGUNS VASOS, GOSTARIA DE UMAS DICAS PARA TER ORQUIDEAS EM CASA, MINHA FILHA GANHOU DUAS MUDAS FIQUEI, APAIXONADA SÃO LINDAS DEMAIS.ADORO PLANTAS, SOU DE TOURO SIGNO DA TERRA PARA MIM É UMA TERAPIA.BEIJOS.

  18. marise s teixeira Says:

    Oi,adoro plantas,mas não sei pq não consigo cultivar lavanda,alecrim,amor perfeito,e também não consigo q as minhas flores de maio floresçam,apesar de estarem lindas,mesmo sem flores.Será q dá para vc me dar algumas dicas?
    AH,já ia me esquecendo:Seu jardim está lindoooo….
    UM forte abraço e bjs pra vc e continue tratando bem dessas maravilhas.

  19. cris s Says:

    Olá Marise,

    Este ano a minha flor de maio também não floresceu e, para falar a verdade, o meu jardim está bem negligenciado pq eu não tenho tido tempo para cuidá-lo.

    Aconselho que você pergunte em floriculturas para saber como e quando plantar as flores q vc mencionou. Cada uma tem sua particularidade!

    Abraço e boa sorte!

  20. Tay Says:

    Parabens , amei seu texto, muito inspirador ! E obrigada pelas dicas, acho que o sergredo de cultivar um jardim é isso que voce passa no seu texto ( o AMOR)! Parabens mesmo
    Suas flores sempe estaram felizes desse jeito
    =D

  21. Vera Says:

    Vendo sementes em média +100 sementes, cada pacotinho a 6,00. Na compra de 3 + 1 gratis. Poendo ser enviado por carta simples ou registrada. Boa semana a todos

  22. Vera Says:

    Vendo sementes de amor perfeito em média +100 sementes, cada pacotinho a 6,00. Na compra de 3 + 1 gratis. Consulte cores disponiveis. Vendo e envio para todo o Brasil. Podendo ser enviado por carta simples ou registrada. Boa semana a todos


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: