E por falar em justiça poética…

Junho 25, 2007

Se, por um lado, a ficção às vezes me frustra (vide post anterior), a realidade, desta vez, me mostrou que existe justiça poética: fui formalmente convidada para dar aulas no Mestrado de Teoria Literária (daí o ‘poética)!! Fico muito feliz, obviamente. Mostra que eu estou tendo um reconhecimento por todo o meu esforço. Para ser bem franca, jamais pensei que fosse chegar a dar aulas no mestrado, ainda que secretamente alimentasse essa esperança. O interessante é que vou integrar uma equipe de professoras feríssimas, as mesmas que me deram aulas quando eu era aluna do mestrado e a quem eu admirava (e temia) muitíssimo! Duas delas foram da minha banca do doutorado e gostaram muito do trabalho que fiz na tese, então vejo que a escolha para a banca foi providencial. De que outra maneira elas teriam lido a minha tese? Ninguém lê tese de doutorado à toa. Enfim, eu mal consigo acreditar, mas é verdade.

Lembram do pedido dos dedos cruzados? Pois era isso. Mil obrigadas!! 🙂

yes.pngHitch your wagon to a star. (Ralph Waldo Emerson)

[Momento pensamento do dia Paul Rabbit (Paulo Coelho): Cuidado com os teus desejos secretos, eles podem se realizar] 

13 Respostas to “E por falar em justiça poética…”

  1. Raquel Says:

    Aêêêê!!!! Parabéns!!!

    Reconhecimento é sempre bom. 🙂

    Teoria Literária tem várias correntes, não?

    Bjs

  2. cris s Says:

    Raquel,

    Obrigada!! 🙂

    Sim, teoria literária tem muitas correntes e pode ser meio chatinha se você não joga uns textinhos legais no meio. Acho que vou escolher dar “Cultural Studies” e espero poder fazer algumas modificações na ementa.

    bjs

  3. Gi Says:

    Esses desejos sobre os quais o Rabbit fala são antigos já, mas como ele faz marketing muito bem (virginiano ascendente em Touro e vários planetas na casa 3 – escritos publicados), daí enfim.. nem preciso completar a frase.. ;-))

    Mas tenho por mim que essas vontades são aquelas escondidas, que vêm de pulsões. Não são os desejos que a gente conscientemente. O seu era perfeitamente consciente e concreto; você tinha um objetivo; a diferença talvez foi que você não podia divulgá-lo antes do tempo pra não quebrar o efeito, a graça. A gente aqui não sabia, mas as pessoas que devem conviver com você mais intimamente, Cris, o sabem, não?

    Depois dessa introdução…. PARABÉNS! 😉

    ps: não sabia que era assim difícil dar aulas no mestrado.

  4. cris s Says:

    Gi,
    É verdade, não há absolutamente nenhuma novidade no que o Rabbit fala.

    O meu desejo era concreto e talvez pudesse se concretizar. Sabe que eu somente comentei com o meu marido a respeito. Ele é um cara super hiper otimista, bem diferente de mim. O interessante é que um pouco antes de receber o telefonema falando do mestrado, eu estava reclamando do que estava fazendo no momento. Estava dizendo que não via muito lugar p/ crescer no que eu estava fazendo… Que coisa, né? Logo depois veio o telefonema. Eu fiquei pasma!!

    Gi, não é nem um pouco fácil dar aulas no mestrado. Primeiro, vc tem que ter um doutorado e outras coisas que o MEC exige, depois, só tem duas universidades com mestrado na minha área aqui em Curitiba… Então, realmente é difícil!

    Obrigada pela torcida e pelo parabéns!

    beijão

  5. Laura Says:

    Parabéns!!!!!
    fico super feliz por vc,sei o qto é importante ser reconhecida.
    Minha mãe foi professora de teoria literária, na Fac de letras, adora literatura, daí o meu gosto por livros tb.
    Vc é moça sensível e inteligente, vai longe. Força. Bjs Laura
    PS: muito obrigada pelo elogio lá no blog, a sua impressão sobre meus contos valem mais para mim, afinal vc entende do assunto 🙂 Eu fiz hoje de manhã, vc não viu erros? não revisei com ninguém, e eu não vejo os erros logo, e tb não sei usar vírgulas, muitas vezes. preciso estudar português, esqueço 🙂

  6. cris s Says:

    Oi Laura!
    Você tem uma relação direta com a literatura. Quem dera eu escrevesse os contos que você escreve. Já te disse, mas repito: acho que você deveria compilá-los e dar um jeito de publicar. Aposto que se você procurar a editora certa, você consegue. Eles são muito bons.
    Eu também tenho problemas com vírgulas. Acho que coloco demais!! A língua portuguesa é chatinha, não?
    beijocas

  7. cris Says:

    parabéns, parabéns, parabéns! não pela diferença que isso possa fazer no contracheque, mas pelo reconhecimento, o que pra gente é tão importante. nossa, isso me dá ânimo. e obrigada pelas palavras de incentivo, olha que eu vou procurar se precisar, hein? bjs

  8. Laura Says:

    Cris, eu colocava vírgulas de menos, aí uma moça amiga me corrigia e colocava mtas vírgulas, comecei a ver que usam mais vírgulas do que eu supunha antes 🙂 qdo não escrevia com regularidade. Não encontrei ainda a resposta certa, onde usar as vírgulas? vou ter que voltar à análise sintática? deusmelivre! detestava.
    bjs
    Tks pelos commnets todos.
    Respondi sobre o Olivier(ai ai) lá.

  9. cris s Says:

    Cris,
    Obrigada! Reconhecimento é essencial depois de todos esses anos!! Fico feliz em te animar um pouco porque sei o quanto um pouco de motivação é importante. Apareça sempre! Adorei o teu blog!
    um beijo

  10. cris s Says:

    Laura,
    Eu também!! Ainda me confundo muito e agora me disseram que eu uso vírgulas demais…
    Não… jamais volte à análise sintática!! Acho um horror e uma chatice (com o perdão dos professores de língua portuguesa).
    Sempre dou uma passadinha lá no caminhar. Você sempre tem coisas interessantíssimas.
    beijos
    P.S. Já li o comentário sobre o Olivier e o “op” francês, charmozérrimo.

  11. Regina Says:

    Cris,

    Meus parabens. Voce merece, pois tambem e’ fera (embora nao saiba, ou nao acredite).:-)

    bjs.

    Regina

  12. cris s Says:

    Regina,

    Obrigada pelas palavras. Eu ainda não sou fera. Acredite!! 🙂

    beijos,

    Cris

  13. Ana Lucia Says:

    Cris querida !!! Parabéns !!!!! E olha que negocio é esse de ter pensado que nunca ia dar aulas no mestrado ? Isso é só o começo, você ainda vai ter muitas orientandas de doutorado, pra cima é que se olha 🙂 Fico super orgulhosa de você ! Beijocas.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: