O melhor lugar do mundo é aqui e agora?

Fevereiro 23, 2008

Gilberto Gil que me perdoe, mas eu acho que muitas vezes ele é cabeça demais para a minha cabeça. O princípio do melhor lugar do mundo ser aqui é lindo, mas altamente utópico. Às vezes o melhor lugar do mundo nem é aqui, nem agora. Às vezes, o melhor lugar do mundo não é agora porque não é aqui. O melhor lugar do mundo, pra mim, seria a Tailândia. E agora. Tá, poderia também ser amanhã e depois.

 thai_wish.png

Detalhe do Templo Wat Phra Kaew no Grand Palace

É óbvio que devemos tentar ser felizes onde estamos; aliás este é um pensamento tipicamente budista. Mas eu não sou budista (tenho muito a aprender!) e confesso que não parei de pensar na Tailândia desde que saí de lá. A sensação contínua é que preciso voltar, que preciso conhecer mais, que preciso dar um jeito de aprender mais alguns pratos tailandêses, que tenho que voltar a escutar e conhecer mais a música, e tentar vivenciar com uma certa profundidade alguns aspectos do budismo, conversar mais com as pessoas e conhecer lugares onde não estive. E quero sentir mais, muito mais, o cheiro de capim limão, de jasmim, de ylang ylang e de incenso. E aprender os nomes de todas as frutas que eu comi e provar aquelas que eu ainda não conheci. E quero tentar ser mais desprendida e sorrir mais aberta e generosamente, como eles sorriem. 

Desde adolescente sou fascinada por vários aspectos do Oriente. A Tailândia abriu as portas da Ásia para mim de uma forma transformadora. Se para alguns essa afirmação pode soar inocente e brega, quem sabe, então, eu seja a quintessência do brega. Who cares. Agora inocente –acredite caro leitor –quem dera.

10 Respostas to “O melhor lugar do mundo é aqui e agora?”

  1. Laura Says:

    Cada dia gosto mais de vc, está mais solta, eu acho.
    Legal este post, legal vc gostar do oriente- tb gosto. tb gosto do budismo,aida não cheguei lá mas um dia chego.
    Talvez não na Tailândia- é caro pra mim, mas no melhor lugar do mundo- em mim.
    Bem lembrado, cheiro: vou colocar um incenso. 🙂

  2. Sofia Says:

    Adorei esse post. Tão descontraído. Parece que você quer estar lá pra se tornar uma pessoa melhor, e não porque o lugar é o máximo. Ou será que o lugar é o máximo porque faz com que você sinta que está se tornando uma pessoa melhor com as coisas que aprende por lá?? Agora confundi tudo, né?!

    O oriente é mesmo encantador. Eu tenho um fascínio pelo Japão, um mix de tecnologia com tradição. Tudo lá parece atraente.🙂

    Às vezes eu acho que o melhor lugar é onde eu me sinto tranquila, mas fico abalada só de pensar que vou ter que sair de lá… O melhor lugar é quando consigo relaxar e me divertir com meus amigos, esquecer do mundo inteiro.

  3. bellavida Says:

    Imagine, Cris, brega é um conceito pra lá de ultapassado! Pelo menos pra mim… Trabalho com tailandeses ótimos e confesso que não sei muito sobre a Tailandia mas que tenho uma enorme curiosidade e agora vc falando assim, me anima ainda mais!

    bjs


  4. Ah, Cris, quem me dera ser assim, pois eu sou aquela que se sente feliz aqui, agora e tenho a maior dificuldade pra me movimentar, sair do meu lugar. Vai ver meu lugar eh realmente aqui, e o seu eh em outro lugar [Tailandia?So cool!]. Um beijo! :-*

  5. Cris S. Says:

    Laura,

    Obrigada pelas palavras! Dá pra vc economizar aos poucos e um dia visitar a Tailândia: você iria amar. De qualquer maneira, o “melhor canto em mim” é sempre o canto que a gente tem que cultivar e pelo jeito você cultiva muito bem!

    bjs

  6. Cris S. Says:

    Sofia,

    Que bom que você gostou do post! Na realidade, a Tailândia é as duas coisas pra mim: é o máximo, independentemente de mim e também me ajuda a descobrir partes de mim que estavam dormentes.

    O Japão deve ser fascinante, mas eu ainda iria p/ vários lugares antes de ir p/ lá. 🙂

    bjs

  7. Cris S. Says:

    Isabella,
    Que bem que o conceito do brega tá superado pra você. Infelizmente, ele continua vivo pra muita gente. Mas, como eu disse, o que é brega pra um, é legal pro outro. E eu já estou bem grandinha pra essas coisas : faço o que eu gosto e é bom pra mim e pra minha família.

    Comece a planejar a viagem: vc vai amar!!

    bjs

  8. Cris S. Says:

    Fer,

    Fiquei pensando no que vc disse, do teu lugar ser aqui e agora. Que máximo. Sabe que eu sou meio cigana e também adoro coisas exóticas. Adoro o deserto, línguas e pessoas ‘diferentes’, comidas orientais. Eu amo minha casa, mas adoro descobrir coisas novas.

    bjs


  9. Cris, adorei o post sobre a
    Tailandia… eu que amo viajar, tenho o país na minha listinha… mas agora, com baby a bordo vai demorar um pouquinho…

  10. cris s Says:

    Oi Cláudia!
    Obrigada pela visita, que honra!
    Quanto à Taillândia, não tem nada não, você é super jovem e terá muito tempo para viajar. A tua viagem agora é outra né? E não menos excitante!
    bjs


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: