Uma conversa com Rushdie

Junho 14, 2008

No outono de 2003, eu estava fazendo pesquisa para o meu mestrado (Literaturas de Língua Inglesa) em Harvard. Lá, tive a oportunidade de ter aulas e conhecer alguns críticos que eu admiro muito, o Stephen Greenblatt foi um deles. Mas olhem só o que eu perdi bem na manhã que eu não pude ir à Universidade: o Salman Rushdie! Aconteceu assim, sem anúncios ou alarde, do nada, no começo da manhã, os alunos foram convidados para a palestra do Rushdie, que estava no M.I.T.  Salman Rushdie, como todos sabem, vivia ainda escondido por conta do fatwa que Aiatolá Komeini havia ordenado. Rushdie chegou, maravilhou todos com uma palestra cheia de brilhantismo e ironia (marca registrada de suas obras, ainda que o tacanha do Aiatolá não tenha percebido) e… sumiu! E eu não assisti! Mas não perco os videos do YouTube, de jeito nenhum. Este aqui é uma conversa deliciosa com Salman Rushdie, puro charme e brilhantismo.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: