How can I tell you

Março 1, 2010

Meu pai morreu há 30 anos e deixou um rombo no meu coração que nunca foi preenchido. É complicado para uma filha entender como uma pessoa extremamente carismática e humanitária como ele se vai para não voltar.  Até agora as pessoas chegam para me contar histórias incríveis dele e eu fico orgulhosa da sua história pessoal, do legado que ele deixou e do bem que ele fez para os destituídos. Desafiou o destino de imigrantes pobres e conseguiu ser um médico brilhante. Logo alçou vôos que lhe permitiram viajar e trabalhar por todo estado do Paraná. Um dos seus muitos grandes sucessos foi instituir a primeira Campanha contra o Câncer de Mama no estado, pela qual ganhou reconhecimento até da Organização Mundial de Saúde. A ironia é que foi de câncer que ele morreu, apesar de ter lutado bravamente por 8 anos.

Enfim, ficam os meus pensamentos e os meus sentimentos e a minha grande e eterna saudades do meu querido pai traduzidas de uma forma menos desajeitada na música do Cat Stevens.

5 Respostas to “How can I tell you”


  1. é difícil mesmo né Cris… até agora não consegui fazer um post sobre o assunto da morte do meu pai. bjos

  2. cris s Says:

    Imagino, Adri. É muito difícil mesmo e não adianta forçar né. bjs

  3. Leila Says:

    Pois e’, quem diz que a dor passa com o tempo nunca passou por isso. Mas uma coisa e’ certa, no curto tempo dele nesse planeta ele tocou mais pessoas do que a maioria de nos…

  4. Cris S. Says:

    Leila,

    É verdade: as saudades ficam mais amenas, mas a dor continua… E também é verdade que ele ajudou muito mais gente do que eu jamais poderia – e isso dá um certo alento.

    beijos

  5. Paulo Capella Says:

    Morning has broken, like the first morning
    Blackbird has spoken, like the first bird
    Praise for the singing, praise for the morning
    Praise for the springing fresh from the word

    Sweet the rain’s new fall, sunlit from heaven
    Like the first dewfall, on the first grass
    Praise for the sweetness of the wet garden
    Sprung in completeness where his feet pass

    Mine is the sunlight, mine is the morning
    Born of the one light, Eden saw play
    Praise with elation, praise every morning
    God’s recreation of the new day


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: